Mumford and Sons - Sigh No More


Esse é mais um post que conta com a participação mais que especial da Anie, que é uma amiga minha de algum pouco tempo (trabalhamos na mesma livraria). Ela também é a manda chuva em seu blog o City and Heart, e o meu conselho é que passem por lá também por que ela manda muito bem quando escreve...



Um fenômeno internacional. Sigh No More (2010) é o primeiro álbum da banda irlandesa Mumford and sons, esta que emplacou o sucesso “Little lion man” e revigorou o cenário folk rock mundialmente com seus encantos e criatividade. Eles já venderam mais de 4 milhões de cópias do álbum e não é para menos, essa banda é essencial para completar qualquer fim de tarde.

Enjoy.


01. Sigh No More
02. The Cave
03. Winter Winds
04. Roll Away Your Stone
05. White Blank Page
06. I Gave You All
07. Little Lion Man
08. Timshel
09. Thistle & Weeds
10.
Awake My Soul
11. Dust Bowl Dance
12. After The Storm



That's all folks.

Cachorro Grande - Cachorro Grande



Cachorro Grande - Cachorro Grande [2001]


  1. Lunatico
  2. Sexperienced
  3. Debaixo do meu chapéu
  4. Lili
  5. Pedro Balão
  6. Fantasmas
  7. Cleptomaníaca de corações
  8. Sintonizado
  9. Dia Perfeito
  10. Vai T.Q Da
  11. O Tempo Esta do Meu Lado
  12. O Dia de Amanhã
  13. (Os Doces Exóticos de) Charlotte Grapewine



That's all folks.

Anelis Assumpção - Sou suspeita Estou sujeita Não sou Santa



Anelis Assumpção, talentosíssima e junto com CéU e Thalma de Freitas elas formam o Trio Traquinas...

Album sensacional.

Enjoy.

Anelis Assumpção - Sou suspeita Estou sujeita Não sou Santa [2011]


  1. Mulher Segundo Meu Pai
  2. Bola Com Os Amigos
  3. Amor Sustentavel
  4. Passando a Vez
  5. Deita
  6. Secret - com Thalma de Freitas e CéU
  7. Neverland - com CéU
  8. Sonhando - com Karina Buhr e Flavia Maia
  9. Estrela
  10. Quaresma
  11. One Day
  12. Alta Madrugada - Thalma de Freitas e CéU
  13. Deita II
  14. Luz nos meus olhinhos
  15. Paixão cantada (O Urso da Cara Brilhante)
  16. O Importante é o que Interessa
  17. Como é gostoso

Da só uma olhada nessas três musas cantando juntas...




That's all folks.

Brazucada

Uma amiga me disse que falta albuns brasileiros nesse blog... Resolvi fazer essa série e tirar o atraso, com esses albuns, em especial não farei resenha... Pelo menos não por agora.

Próximos posts só brazucaliedades.

Então toma!

Camera Obscura - My Maudlin Career



Camera Obscura não é uma banda nacional, nem de rock gótico, nem de rock pesado, muita gente já me perguntou isso por causa do nome. Trata-se de uma banda escocesa assim como o Belle and Sebastian, alias muito difícil para mim não comparar as duas.

Costumo dizer que é um Belle and Sebastian com um vocal feminino, tendo varias semelhanças em sua sonoridade e letras (ambas conseguem fechar uma história e um contexto em uma musica, talvez o Camera de forma mais simples, porém não menos magica).

A Tracy (vocal) já namorou com o Stuart Murdoch do Belle and Sebastian no inicio da banda.

Posso dizer que essa é uma das minhas bandas favoritas, e me apareceu bem na época em que ouvi as primeiras musicas do Belle (veja que coincidência). E me surpreendeu.

Tenho todos os álbuns, algumas Jam Sessions, e um álbum raro lançado apenas no Japão (não entendo o por que os músicos fazem isso), foi o mais difícil de encontrar, e quando consegui fiquei ansiosa e pasma \o/.

Esse CD me marcou muito em meados de 2007/2008, na época estudava em uma escola que tinha o chão quadriculado em branco e preto, que eu adorava... E que por diversas vezes foi trilha das minhas tardes e cifras para o meu violão.

Espero que gostem.

Enjoy.

Camera Obscura - My Maudlin Career [2009]
  1. French Navy
  2. The Sweetest Thing
  3. You Told A Lie
  4. Away With Murder
  5. Swans
  6. James
  7. Careless Love
  8. My Maudlin Career
  9. Forest and Sands
  10. Other Towns and Cities
  11. Honey in the Sun




That's all folks.

Santigold - Santogold



Não tem muito o que falar dela, a não ser que antes ela se chamava Santogold, e é só compositora, cantora e produtora, só...

Provavelmente já ouviram pelo menos uma das musicas em alguma baladinha por ai.

Já fez um comercial para a Converse junto com o Julian Casablancas (Strokes) e com o Pharrell.

Esse ano tem album fresquinho por vir, e colocarei aqui certeza. Não vejo como ela pode errar a mão.

Enjoy.


  1. L.E.S. Artistes
  2. You'll Find A Way
  3. Shove It
  4. Say Aha
  5. Creator
  6. My Superman
  7. Lights Out
  8. Starstruck
  9. Unstoppable
  10. I'm A Lady
  11. Anne
  12. You'll Find A Way (Remix)





That's all folks.

Nouvelle Vague - Nouvelle Vague





Esse album é o primeiro do fantastico coletivo de franceses, idéia de Marc Collin e Olivier Libaux que tiveram a brilhante idéia de pegar musicas do rock como "Love will tears us apart" do Joy Division, "Too drunk to fuck" do Dead Kennedys, que considero clássicas e fazem versões em bossa nova que ficam incríveis.

Quem canta essas musicas são sempre mulheres (até aonde ouvi)e não necessariamente as mesmas. Já que o projeto tem 7 álbuns, sendo 4 em estúdio, 1 acústico com edição limitada, e 2 ao vivo. 

Já contaram com divas em seus vocais como Coeur de Pirate, Camille, Yelle, Coralie Clément. Logo menos espero colocar algo delas disponível por aqui.

Acho que de todos os 7 eu já ouvi uns 3, porém esse é o que ouvi mais e gostei mais também, talvez por ter sido o primeiro, talvez por ser muito bom mesmo.

Uma das minhas musicas favoritas é "Too drunk to fuck" na qual a garota que canta tem a voz embargada, como se estivesse muito bebada cantando. Fora que achei uma sacada genial de ter colocado o som de um bar no fundo, e irão se surpreender com a parte que o violino faz.

Ouçam e tirem suas próprias conclusões.

Enjoy 








That's all folks.

+2 - Imã



Uma coisa muito difícil pra mim é falar de banda que gosto muito, e vão ter varias delas por aqui, e provavelmente irão perceber essa dificuldade.

Mas e la vamos nós!

Esse é o projeto de três caras chamados, Kassin, Domenico, e Moreno, que é o +2. A cada album um deles produz e dão forma, tom e soam com as características de cada um...

Meu "Quando crescer eu quero ser" hoje em dia é:eu quero ser que nem o Kassin. Que para quem não sabe é o cara que produziu o álbum "Ventura" dos Los Hermanos, o segundo álbum da Mallu Magalhães, toca na Orquestra Imperial (outra banda que eu adoro) e tem seu projeto solo. Eu o admiro muito e se for 1/3 do que ele é estarei feliz.

O Domenico Lancelotti é outro cara sensacional que colabora com vários artistas entre eles, Adriana Calcanhotto (com quem foi parceiro de varias musicas em seu álbum Adriana Partimpim), Fernanda Abreu, Caetano Veloso.

O sr. Moreno Veloso é filho do Caetano Veloso e afilhado da Gal Costa, e também produtor e musico de muito bom gosto.

Todos são integrantes da Orquestra Imperial, e nem preciso falar muita coisa para mostrar o quanto eu sou fã dos caras, e se acaso tenham alguma duvida é só acompanhar os posts.

Essa musica que ta ai embaixo é a que eu mais gosto, e tem um ritmo meio chiclete, mas que adoro ouvir e ficar assobiando depois.

Enjoy.





That's all folks.

Band of Skulls - Baby Darling Doll Face Honey

Outro post de participações amigas, dessa vez a escolha fica por conta da Ana Cecilia, uma querida que apareceu um dia por aqui nessa minha vida.

É um dos CDs favoritos dela, e espero que curtam.



Fazendo uma participação especial aqui, quero apresentar esse disco. Pra quem não conhece, é de uma banda chamada Band of Skulls (que inclusive lançará um disco novo em fevereiro). O Band of Skulls está incluso no famoso pacote das bandas alternativas, mas acho que eles são bem mais que isso (só pra deixar claro, sou suspeita, ok?).

Conheci o Band of Skulls (acreditem) na trilha Sonora de um dos filmes da saga Crepúsculo (já que a trilha sonora é a única coisa aproveitável dos filmes, com artistas tipo a Lykke Li, o Editors e o BRMC). Se não estou enganada, a música “Friends” faz parte do segundo filme e, como vocês ainda não sabem, sou um Snoopy da vida e, logicamente, tive que baixar o álbum deles pra logo em seguida ganhar um novo vício.

Os integrantes são ingleses (ah, vá!), mais especificamente de Southampton: Mattew Hayward numa bateria com um puta ritmo e pgada, Russel Marsden e Emma Richardson nos vocais, que transpiram sarcasmo ou doçura (provem, sério), e a guitarra e o baixo, respectivamente, com nuances desconcertantes. A Emma e o Russel tocam juntos desde os 12 anos de idade, então pode-se imaginar a gigantesca afinidade musical da banda. Além disso, essa capa e a do disco novo foram feitas pela baixista Emma, que, fala sério, é uma artista incrível, olhem pra isso aí em cima.

Minhas músicas preferias desse álbum são: Cold Fame, Patterns e Dull Gold Heart. E todas (:

Espero que gostem!

Enjoy.






 That's all folks.

Ponies in the Surf - A Demonstration



Irmão e irmã lado a lado fazendo um som super gostosinho e aconchegante.

Esse é o Ponies in the Surf formado pelos irmãos Alexander e Camille McGregor. Eles disseram que tudo começou como uma brincadeira de verão na varanda e realmente soa como isso.

Algumas canções são doces e algumas melancólicas, mas cada uma com sua leveza e a delicadeza que parece que fazem questão de colocar em cada uma delas da maneira mais simples possível.

Em uma das musicas eles cantam em francês como se tivessem em frente a lareira.

Bom, sem mais.

Enjoy


  1. See you Happy
  2. More to Living
  3. Ventricle
  4. Government Brand
  5. Je T'aime
  6. Sweet and Low
  7. Gipirales (Live)



That's all folks.

Lykke Li - Young Novels

 

Ela é linda, sueca, canta mega bem, tem uma voz de veludo e suave que tanto gosto em vocais femininos para musicas tranquilas e gostosinhas de se ouvir.

Likke Li, tem só 25 aninhos, e já morou em varios lugares com seus pais (mãe é pintora e o pai é musico), entre eles Portugal, com 19 se mudaram para Nova Iorque, e quando fez 21 voltou para a Suécia e compos esse album do post.

As duas primeiras musicas me fizeram ouvir todo o resto do cd, "Melodies & Desires" e "Dance, Dance, Dance" conseguem me encantar simples assim.

Enjoy.

  1. "Melodies & Desires" – 3:52
  2. "Dance, Dance, Dance" – 3:41
  3. "I'm Good, I'm Gone" – 3:09
  4. "Let It Fall" – 2:42
  5. "My Love" – 4:36
  6. "Tonight" – 4:14
  7. "Little Bit" – 4:33
  8. "Hanging High" – 4:07
  9. "This Trumpet in My Head" – 2:36
  10. "Complaint Department" – 4:32
  11. "Breaking It Up" – 3:41
  12. "Everybody But Me" – 3:18
  13. "Time Flies" – 3:21
  14. "Window Blues" – 3:59




That's all Folks.

Wynton Marsalis - Joe Cool's Blues



Sim minha gente Blues.


E é a trilha sonora do Charlie Brown e sua turma, apresentada por Wynton Marsalis (trompetista) e Ellis Marsalis (pianista) que fazem essa tão marcante trilha que foi infancia de muita gente.

Ouça, feche os olhos e veja os personagens. É simples assim.

Espero que gostem.

Enjoy.

Wynton Marsalis - Joe Cool's Blues

1. Linus & Lucy
2. Buggy Ride
3. Peppermint Patty
4. On Peanuts Playground
5. Oh, Good Grief!
6. Wright Brothers Rag
7. Charlie Brown
8. Little Red-Haired Girl
9. Pebble Beach
10. Snoopy and Woodstock
11. Little Birdie
12. Why, Charlie Brown
13. Joe Cool's Blues (Snoopy's Return)





That's all folks.

3namassa - Na Confraria das Sedutoras



Eu a principio não achei que o disco seria legal, então fiz a tão famosa procrastinação, e assim foi até o dia em que resolvi ouvir finalmente e me arrepender muito de não ter ido em um show deles.

A banda é formada por três marmanjos responsa, são eles: Dengue e Pupillo (Nação Zumbi) e Rica Amabis (Instituto).

Musas, é disso que é feito esse algum, e com muitas tentações lhe sussuram no pé do ouvido ao ouvir de fones.

Logo de cara te a Leandra Leal falando que é criativa e que gosta de agradar, sexy e sensacional. Entre as musas tem nomes como Nina Becker, Thalma de Freitas, Alice Braga, CéU, Simone Spoladore entre outras.

Enjoy.






That's all folks

The Dø - A Mouthful



Nossa acho que essa vai ser uma das postagens mais dificeis.

Esse cd do The Dø é uma das coisas mais fantasticas e legais que eu já escutei.

Eu trabalhava em uma Livraria nessa época e estava tocando o cd Emiliano 8, no qual tem a musica "On my shoulder" de um tal de The Dø, gostei de cara da voz da vocalista.

Um amigo meu conseguiu o album em algum lugar sagrado da internet, e eu desfrutei, e desfruto até hoje, espero que vocês também se encantem, com essa voz que tem um tom de inocencia, apesar de essa palavra não se encaixar muito nessa garota lindissima acima.

O nome The Dø vem da nota musical C (dó), ou propriamente do verbo fazer.

Foi criado em 2005 em Paris pela lindissima francesa Olivia Merilahti e pelo talentosissimo finlandês Dan Levy.

As musicas que mais gosto nesse album é "Unissasi Laulelet" que pelo que uma amiga me disse eles cantam em finlandes e "Playground Hustle" que fala sobre meninos e meninas da maneira mais legal que eu já vi até hoje.

Tem uma mesma pegada de Brazilian Girls, do album não ter uma continuidade, mas cada musica se fecha por si só, sem  que seja necessario que tenha uma junção com outra ou algo do tipo, mesmo isso acontecendo no album as vezes.

Enjoy.

The Do - A Mouthful [2008]
  1. Playground Hustle – 2:55
  2. At Last ! – 4:09
  3. On My Shoulders – 5:21
  4. Song for Lovers – 2:24
  5. The Bridge is Broken – 4:42
  6. Stay (Just a Little Bit More) – 3:06
  7. Unissasi Laulelet – 2:19
  8. Tammie – 3:15
  9. Queen Dot Kong – 3:14
  10. Coda – 1:57
  11. Searching Gold – 5:10
  12. When Was I Last Home? – 3:34
  13. Travel Light – 4:02
  14. Aha – 4:19
  15. In My Box – 1:48





    That´s all folks.

      Brazilian Girls



      Não, eles não são brasileiros, eles são novaiorquinos, e de mão cheia sim senhor.

      Um aspecto que eu e o Léo (do post passado) comentamos muito sobre álbuns e afins, é a continuidade no álbum, e nesse não tem continuidade entre as faixas em si, mas não tem importância, pois cada musica consegue fechar-se em si perfeitamente, sem necessidade de continuidade ao longo do álbum...

      A vocalista é filha de italiana e alemão, fala português fluentemente, e italiano, espanhol, inglês, alemão, e francês, ufa!  Não é a toa que em uma musica é capaz de perceber pelo menos umas 3 línguas diferentes, e com sotaque muito arrastado. O que só deixa o álbum mais legal e interessante. Os caras que tocam com ela também são ponta firme, e fazem a festa nas faixas, que vão do mais calmo para o mais party.

      A banda anunciou o ano passado [2011] o fim da banda, mas disseram que esperam voltar quem sabe um dia quando todos já estiverem mais velhos.

      Ouçam, varias e varias vezes.

      Enjoy.



      That's all folks.

      Maxïmo Park

      Sim, não fui eu quem escrevi esse post, ela fica por conta de um grande amigo meu chamado Leonardo.

      Espero que gostem, pois essa é a banda favorita dele. (Um detalhe sobre o Léo: ele adora rock britânico)



      Algumas coisas que tem de ser ditas sobre esse post:

      1: Não é a mesma pessoa de sempre que vos escreve;
      2: Esse que vos escreve não entende porra nenhuma de música mas é meio metido a poeta, e
      3: Essa é a banda favorita do supracitado.

      Vamo lá,

      Todo mundo já deve ter se sentido vítima das pegadinhas do destino ao ler um livro ou ouvir um álbum que se encaixava bem demais nas circunstâncias do seu suicídio diário, ou revelava, com uma simplicidade cruel, as respostas para as perguntas que te atormentam; pois bem, esses cinco magricelas de New Castle conseguem criar momentos como estes a cada música, da dor da desilusão à massagem no ego por saber que sabemos conquistar (quando necessário), britânicos que são, cada letra vem transbordando de uma poesia e um poder narrativo que arrebatarão até aqueles que pescarem, com seu inglês "maomeno", ao menos um verso por música.

      Enjoy.




      That's all folks.

      Maquinado




      Sim senhoras e senhores, esse é o projeto solo do Lucio Maia do Nação Zumbi.

      Quando ouvi esse album eu achei sensacional, a primeira musica é "Zumbi" do Jorge Ben Jor, e tem participação da Lurdez da Luz (postarei sobre ela em breve), que é uma rapper duca, e vale a pena conferir.

      Enjoy.

      O download do album completo e gratuito pode ser feito pelo link abaixo no site do Maquinado.




      1. Zumbi
      2. Dandara
      3. Bem vindo ao inferno
      4. Super Homem Plus
      5. Tropeços Tropicais
      6. Pode Dormir
      7. Provando a Santidade
      8. Recado ao Pio, Extensivo ao Lucas
      9. Girando ao Sol
      10. SP





      That's all folks.

      Bossacucanova




      E é assim, o primeiro post do ano e blablabla, e mimimi...

      Bossacucanova, é uma banda de feras que fazem uma re-leitura de clássicos da musica brasileira, não necessariamente Bossa, com uma pitadinha de eletrônico. Tudo junto na medida certa.

      O que eu mais gosto nesse album é que a maioria das musicas são somente o instrumental, e acho que fica muito mais bacana e dando mais destaque a proposta.

      Enjoy.

      Bossacucanova - Brasilidade [2001]

      1. Telefone
      2. Nana
      3. Rio
      4. Guanabara
      5. Agua de beber
      6. Garota de Ipanema
      7. A Morte De Um Deus De Sal
      8. Brasilidade
      9. Surfboard
      10. Nós e o mar
      11. Mais perto do mar
      12. Bye, Bye, Brasil





      That's all folks.